Programa oferece 10 bolsas de pós-doutorado no Canadá!

Você acabou de terminar o doutorado e tem vontade de desenvolver seu projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&) em um dos melhores países do mundo para se viver? Então esta oportunidade é para você! Estão abertas as inscrições do programa que concederá bolsas de pós-doutorado no Canadá para pesquisadores brasileiros que atuam em Engenharia de Minas e áreas correlatas.

O programa – uma parceria entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Vale e a Mitacs – tem o objetivo de estabelecer e reforçar redes de P&D&I internacionais e possibilitar, ao candidato escolhido, o desenvolvimento de suas competências na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação, bem como o  estabelecimento de redes profissionais.

Bolsa de Pós-doutorado no CanadáPara candidatar-se a uma das bolsas oferecidas pelo programa, o candidato deverá, em primeiro lugar, pesquisar na rede de parceiros da Mitacs full or associate Canadian University, a instituição onde deseja desenvolver seu projeto e identificar o professor que irá orientá-lo no desenvolvimento do projeto de pesquisa de pós-doutorado.

CNPq, Vale e Mitacs oferecem bolsas de pós-doutorado no Canadá

Abaixo, esclarecemos as principais dúvidas relacionadas ao programa. Lembramos que o programa selecionará recém doutores brasileiros com alto potencial e desempenho acadêmicos.

1. Quantas bolsas de pós-doutorado no Canadá serão oferecidas pelo programa?

Ao todo serão oferecidas 10 (dez) bolsas de pós-doutorado.

2. Quais os requisitos exigidos do candidato?

Para concorrer a uma das bolsas, o candidato deverá atender os requisitos abaixo:

  • ter nacionalidade brasileira ou, em caso de estrangeiro, ter visto de permanência no Brasil;
  • ter obtido o título de doutor a não mais de 5 (cinco) anos, época em que a bolsa foi implementada;
  • estar disposto a dedicar-se, em tempo integral, às atividades programadas na instituição canadense de destino;
  • não acumular a bolsa de pós-doutorado com outras bolsas concedidas com recursos do Tesouro Nacional;
  • no caso de ex-bolsista de doutorado no exterior de agência nacional, observar o tempo mínimo de permanência no Brasil exigido pela agência. Servidores Públicos Federais deverão observar o disposto na Lei 8.112/90;
  • Caso o candidato já tenha feito pós-doutorado no exterior com bolsa do CNPq, o mesmo deverá cumprir interstício mínimo de 3 (três) anos entre dois.

Além destes requisitos, o candidato não poderá apresentar inadimplência com a Administração Pública Federal, Estadual ou Municipal, direta ou indireta.

3. Em quais áreas do conhecimento deve atuar o candidato para poder se inscrever no programa?

Para candidatar-se a uma das bolsas de pós-doutorado no Canadá oferecidas pelo programa, o candidato deve atuar em Engenharia de Minas e áreas correlatas, listadas a seguir:

  • Engenharias
  • Engenharia de Minas
  • Processamento Mineral e Engenharia Metalúrgica
  • Engenharia Ambiental
  • Ciência Ambiental
  • Geomecânica
  • Tecnologia de Carvão
  • Geociências Marinhas
  • Geologia
  • Hidrogeologia
  • Geofísica
  • Sistema de Informação Geográfica (GIS) e Sensoriamento Remoto
  • Biodiversidade e Conservação
  • Ciências Climáticas
  • Energias Renováveis
  • Redes Inteligentes (Smart Grids)
  • Desenvolvimento Sustentável
4. Qual o período de inscrição para o programa?

O período de candidatura à bolsa começou no dia 20 de março e vai até as 23h59min do dia 24 de Maio de 2016 (horário de Brasília).

5. Como posso me inscrever para o programa?

O processo de inscrição deve ser realizado por meio da Plataforma Carlos Chagas. O candidato deve preencher o Formulário de Inscrição online e, também, enviar todos os documentos solicitados. A lista dos documentos, bem como outras informações sobre o programa podem ser encontradas clicando aqui.

6. Como será feita a seleção dos candidatos?

A seleção será feita em quatro etapas:

  • Pré-Seleção: Análise dos Requisitos do Candidato e da Documentação enviada;
  • Análise por consultores Ad hoc; e
  • Comitê Conjunto de Julgamento composto pelo CNPq e Vale.
  • Todas as candidaturas recomendadas pelo Comitê Conjunto de Julgamento serão submetidas à Diretoria Executiva do CNPq, que emitirá a decisão final sobre suas aprovações, observados os limites orçamentários desta Chamada.

Se você ficou interessado em concorrer a uma das bolsas, antes de mais nada, leia o edital completo do programa que está disponível neste link.

O programa não serve para você mas pode interessar a alguma amigo, então não deixe de compartilhar este artigo com ele.  Não deixe de dar uma olhadinha, também, na seção Bolsas de Estudo do blog. Lá, você encontrará vários outros programas de intercâmbio e oportunidades de realizar estudos fora do Brasil.

E se você tiver um tempinho, clica nas estrelinhas aí embaixo (linha azul) e avalie nosso trabalho. Sua opinião é importante para que possamos melhorar ainda mais nossos artigos.

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello é jornalista. Em 2014, começou a escrever o blog MeusRoteiros.com que tinha uma seção dedicada a assuntos de interesse dos brasileiros residentes no exterior. A seção fez tanto sucesso que a jornalista decidiu criar um novo blog, totalmente dedicado a este público. A ideia é levar informação de qualidade aos brasileiros que, por algum motivo, decidem viver fora do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *