Intercâmbio na Irlanda: pratique o inglês e trabalhe em Dublin!

Que tal fazer um intercâmbio na Irlanda, conhecer uma nova cultura, aperfeiçoar o idioma inglês e, ainda por cima, adicionar uma experiência de trabalho internacional ao seu currículo?

É esta a oportunidade que a escola de idioma SEDA College está oferecendo àqueles que se matricularem em um de seus cursos cuja duração seja de, pelo menos, 6 meses: aliar aprendizado da língua inglesa com uma experiência profissional em uma empresa na Irlanda.

E o melhor, você pode escolher uma das áreas relacionadas à sua formação acadêmica, TI, Administração de Empresas, Direito, Comunicação Social, etc.

Intercâmbio na Irlanda

O programa de estágio oferecido pela escola de idiomas SEDA College não é remunerado e, em geral, tem a duração de quatro semanas. Não há promessa de que o estudante vá receber algum tipo de proposta de trabalho após encerrar este período de estágio mas, segundo a agência, já houve casos em que isto aconteceu.

A SEDA College é especializada em treinamento na área de ensino da língua inglesa para estudantes internacionais. Os estudantes aprendem a teoria na sala de aula, através da imersão, e a aplicam em situações do dia a dia. Enquanto trabalham em busca da qualificação, que agrada os empregadores, ganham experiência no trabalho prático.(Seda College)

Trabalhe enquanto faz seu intercâmbio na Irlanda!

1.Quem pode participar do programa de estágio na Irlanda oferecido pela SEDA College?

Para participar do programa de estágio, o jovem que estiver fazendo intercâmbio na Irlanda deve:

  • ter 18 anos completos;
  • estar matriculado em um curso da SEDA College com duração mínima de 6 meses;
  • frequência às aulas acima de 80%;
  • possuir o seguro médico privado;
  • ter alguma experiência/qualificação na área de trabalho escolhida;
  • ter um domínio razoável do idioma inglês (intermediário ou superior). Mas, há algumas oportunidades para os alunos com níveis mais baixos de proficiência.
2. Quantas horas de trabalho semanais são permitidas pelo programa?

O número de horas permitido varia de acordo com o fato do estudante estar em período de aulas ou não.

  • Durante o período de aulas, o máximo permitido é de 20 horas semanais, que deverão ser executadas durante o tempo livre do estudante;
  • Durante as férias, o estudante pode trabalhar até 40 horas semanais.

Mas, é preciso observar que, com as novas regras definidas pelo governo irlandês no começo de 2015, o jovem que estiver fazendo intercâmbio na Irlanda e possuir o visto de estudante   só poderá trabalhar full-time (40 horas) no período de 15 de dezembro a 15 de janeiro e de maio a agosto.

3. O estágio é remunerado?

Não, o estágio não é remunerado. Por isto, a própria escola recomenda que se você precisa trabalhar para subsidiar as suas despesas de intercâmbio na Irlanda, este programa não é aconselhável para você. A escola de idiomas lembra, também, que a maioria das empresas não oferece ajuda de custo aos estagiários como, por exemplo, transporte.

4. Como se inscrever no programa de estágio oferecido pela SEDA College?

Os estudantes que preencherem os requisitos listados no item 1 e desejarem participar do programa de estágio devem enviar o currículo em inglês para o e-mail [email protected], acompanhado de uma carta de apresentação informando em que área profissional você gostaria de trabalhar durante o seu intercâmbio na Irlanda. Em seguida, o coordenador do programa de estágio da escola de idiomas entrará em contato com você para falar sobre as vagas existentes e como prosseguir com o processo de estágio.

Se você está procurando uma oportunidade de estudo no exterior, não deixe de ler, também, o artigo sobre o programa Orange Tulip Scholarship, que oferece 50 bolsas de estudo para brasileiros que queiram cursar a graduação, pós-graduação ou MBA na Holanda.

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello é jornalista. Em 2014, começou a escrever o blog MeusRoteiros.com que tinha uma seção dedicada a assuntos de interesse dos brasileiros residentes no exterior. A seção fez tanto sucesso que a jornalista decidiu criar um novo blog, totalmente dedicado a este público. A ideia é levar informação de qualidade aos brasileiros que, por algum motivo, decidem viver fora do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *