Startup Visa: programa visa atrair empreendedores para Portugal!

Empreendedores, investidores e empresas. Este é o público-alvo do Startup Visa, o novo programa de vistos lançado pelo Governo Português no último dia 06 de Novembro de 2017.

O anúncio do novo programa ocorreu durante o Web Summit 2017, um dos maiores encontros de tecnologia da atualidade, que nos últimos dois anos aconteceu em Lisboa. E ontem (13/11), o governo oficializou – por meio da Portaria No. 344/2017 – as regras relativas ao novo regime de certificação de empreendedores estrangeiros.

Startup Visa: visto de residência para empreendedores

1. O que é o Startup Visa?

Segundo a portaria o Startup Visa é o programa de acolhimento de estrangeiros empreendedores que pretendam desenvolver um projeto de empreendedorismo e/ou inovação em Portugal, com vista à concessão de visto de residência ou autorização de residência para imigrantes empreendedores, o qual se rege por regulamento próprio.

Em outras palavras, o programa quer atrair empreendedores e investimentos provenientes de países de fora da União Europeia para Portugal. Ao abrir uma empresa inovadora em Terras Lusitanas, estes empreendedores terão acesso mais fácil e rápido a um visto de residência no país.

2. Quais as vantagens deste programa para os empreendedores?

Além de ter o acesso facilitado a um visto de residência, ou seja, ter o direito de residir legalmente no país, os empreendedores poderão integrar uma incubadora da rede Startup Portugal e se beneficiar de todos os incentivos e apoios do Programa Startup Portugal.

3. Quais são os critérios exigidos dos empreendedores para que possam obter o Startup Visa?

Para ter direito ao Startup Visa, os empreendedores deverão demonstrar que:

  • têm a intenção de desenvolver atividades empresariais de produção de bens e serviços inovadores”;
  • vão abrir ou deslocalizar empresas e/ou projetos centrados em tecnologia e em conhecimento, com perspetiva de desenvolvimento de produtos inovadores;
  • gozam de potencial para criação de emprego qualificado”
  • detêm potencial para atingir, três (3) anos após o período de incubação:
    • um valor de 325.000 euros,
    • ou um volume de negócios superior a 500.000 euros/ano.
4. Como será feita esta avaliação do potencial econômico?

Esta avaliação será feita “tendo por base o grau de inovação, a escalabilidade do negócio e potencial de mercado, a capacidade da equipa de gestão, o potencial de criação de emprego qualificado em Portugal e a relevância do requerente na equipa”.

Ainda de acordo com o comunicado do Ministério da Economia, o Startup Visa entra em vigor no dia 01 de Janeiro de 2018. Para acessar o nota oficial do governo português sobre o programa, clique aqui.

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello é jornalista. Em 2014, começou a escrever o blog MeusRoteiros.com que tinha uma seção dedicada a assuntos de interesse dos brasileiros residentes no exterior. A seção fez tanto sucesso que a jornalista decidiu criar um novo blog, totalmente dedicado a este público. A ideia é levar informação de qualidade aos brasileiros que, por algum motivo, decidem viver fora do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *